REVISTA BIBLIOT3CA

Leituras Selecionadas do Editor-Chefe J.Filardo

Gene Sharp – Prefácio do Livro Civilian-Based Defense

Prefácio do Livro “Civilian-Based Defense – A Post-military Weapons System” de Gene Sharp – 1990

Tradução José Antonio de Souza Filardo

Civilian-Based Defense (Defesa baseada em Civis, ou Defesa Civilizada) pretende ser uma introdução de fundo para o desenvolvimento da política de defesa baseada em civis.

Em vez de armamento militar, a defesa baseada em civis aplica o poder da própria sociedade para dissuadir e defender contra usurpações internas e invasores estrangeiros.

As armas são psicológicas, sociais, econômicas e políticas. Elas são empunhadas pela população em geral e as instituições da sociedade.

As propostas deste livro são duas: que as políticas de defesa baseada em civis contra golpes de estado internos e agressão estrangeira podem ser desenvolvidas, e que as ditaduras e a opressão podem ser evitadas e desintegradas pela capacidade de travar poderosa luta não violenta.

Não cooperação e desafio em massa visaria impedir que os atacantes estabelecessem um controle efetivo sobre a sociedade em defesa; negar aos atacantes seus objetivos, e subverter a confiabilidade dos administradores e forças militares dos atacantes.

Defesa Baseada em Civis é apresentado para pesquisa, investigação e avaliação pública e governamental.

Em alguns países, aspectos limitados da política já foram incorporados às políticas de defesa já existentes.

Meu objetivo foi, em parte, preparar um livro que estimule a reflexão entre os membros do público em geral que estão à procura de melhores respostas aos nossos problemas de defesa.

O objetivo também foi apresentar novas informações, concepções e opções que merecem atenção por analistas de defesa, especialistas em segurança, funcionários públicos, militares, estrategistas de luta não violenta, acadêmicos, estudantes e membros da sociedade, organizações de voluntários que desempenhariam papéis indispensáveis em defesa baseada em civis.

Este volume é centrado nos problemas abrangentes de segurança que podem ser enfrentados por muitos países, não apenas aqueles de uma única parte do mundo, em contraste com o meu livro anterior Tornando a Europa Inconquistável.

Dado um desejo por democracia e independência, portanto, esta apresentação de defesa com base em civis é de interesse para os mais diversos países.

Todos os países, não importando o seu status político ou econômico, deve se preocupar com a possibilidade de uma invasão estrangeira ou usurpação interna.

Estes são os problemas abordados neste livro.

Usando esta apresentação ampla, pessoas de praticamente todos os países serão capazes de avaliar a eventual relevância da defesa baseada em civis para suas sociedades em particular, cada uma com suas próprias tradições, ameaças à segurança e opções militares.

Este livro foi originalmente sugerido por Sanford Thatcher, da Princeton University Press há alguns anos.

Seu incentivo, recomendações perspicazes, comentários críticos, apoio e paciência permitiram o que projeto finalmente chegasse a se concretizar.

Desde a partida do Sr. Thatcher da Press, Gail Ullman, como Editora de Ciências Sociais, muito habilmente examinou o manuscrito até as fases finais.

Charles Ault da Press fez recomendações editoriais magníficas.

No ano passado eu fui extremamente afortunado na Albert Einstein Institution de ter tido a assistência muito capaz de Bruce Jenkins na preparação deste livro.

Sua pesquisa, críticas substantivas perceptivas e sugestões, assim como suas habilidades editoriais, fizeram deste um livro muito melhor do que teria sido.

Sou grato a Albert Einstein Institution e aos seus doadores e funcionários por tornar este trabalho possível.

Com o apoio ampliado para essas organizações, muitos outros estudos da natureza e do potencial de luta não violenta como um substituto para a violência contra as agressões, ditaduras, genocídios e da opressão se tornarão possíveis.

Durante os anos 80, assistimos a uma expansão mais importantes em nível mundial do uso prático da luta não violenta que jamais ocorreu.

De Tallinn a Nablus, Rangum a Santiago, Pretória a Praga, Pequim a Berlim, as pessoas ao redor do mundo estão cada vez mais empregando luta não violenta para fazer valer os seus direitos à liberdade, independência e justiça.

Pesquisas acadêmicas, avaliações teimosas e sofisticadas análises estratégicas são agora necessárias para compreender esta técnica ainda mais e aumentar a sua eficácia.

Este livro é apenas um dos muitos que precisam ser escritos sobre a natureza, problemas e potencialidades da luta não violenta.

Estes nos ajudarão a avaliar quais os papéis da luta não violenta e de defesa baseada em civis podem desempenhar no confronto, e solução dos problemas da ditadura, genocídio, opressão e guerra.

Gene Sharp

Albert Einstein Institution 1430 Massachussetts Avenue Cambridge, Massachusetts 02138

10 de Janeiro de 1990

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Meditations on the Tarot

Plunging in the currents of the Hermetic Tradition

Blog da Dad

Xô, dúvida! Dicas de português pra dar vender e emprestar.

Ritos e Rituais

Tudo sobre a Maçonaria

Rassembler ce qui est épars

Le bloc-notes de Pierre Mollier

%d blogueiros gostam disto: