por Ricardo Vidal

 

 

Peço perdão aos irmãos por não ter respondido antes esta importante e delicada pergunta que me fizeram já faz algum tempo e que ainda estão em dúvida. Vamos lá: a resposta é SIM e ao mesmo tempo NÃO. Há obediências que aceitam ateus – como é o caso da Grande Loja de Hamburgo, que se norteia por princípios humanistas – mas essa aceitação constitui quebra de protocolo e parece ser recente, pois em seus antigos regulamentos existiam cláusulas que impunham ao candidato a obrigatoriedade da crença em um deus. Já a Grande Loja Nacional dos Maçons da Alemanha continua aferrada a essa inconcebível forma de discriminação. Vejamos o que informam as lojas em seus sites oficiais: 

1) Grande Loja Nacional dos Maçons da Alemanha

A Grande Loja Nacional dos Maçons da Alemanha (Große Landesloge der Freimaurer von Deutschland) – que é a maior obediência em número de filiados do país – exige de seus membros não só a crença em Deus como também em Jesus Cristo, por ela considerado o grão-mestre da Maçonaria. Isto está claro em seu site oficial:

Nossa grande loja é uma ordem maçônica. Ela de maneira alguma é, almeja, ou pode ser uma comunidade religiosa. Para nós não importa qual seja a confissão CRISTÃ religiosa do irmão. Também não exigimos que ele pertença a alguma igreja, porém é necessário que ele reconheça os ensinamentos de Jesus Cristo contidos nas Sagradas Escrituras, bem como a existência de um ser supremo, o qual honramos com o título de “Três Vezes Grande Arquiteto do Mundo”. A crença na existência de um ser supremo é uma exigência que a Grande Loja da Inglaterra impõe aos irmãos de todas as lojas regulares. ([1])

A loja Zum Flammenden Schwert (Espada Flamejante), que trabalha sob a jurisdição da Grande Loja Nacional, informa o seguinte:

Na Grande Loja Nacional dos Maçons da Alemanha Jesus Cristo é chamado de mestre supremo, porém ele é considerado como um entre outros grandes mestres, tais como Buda, Zaratustra, Pitágoras etc. Há, entretanto, outras concepções particulares acerca de Jesus cultivadas por seus membros. ([2]) 

Essa última declaração é obscura, pois sabe-se que o budismo é uma religião sem deus, sendo que para alguns trata-se apenas uma “filosofia de vida”. Ocorre que o budismo não impõe crenças a seus adeptos e não faz distinção entre ateus e não ateus. Seus templos estão abertos a qualquer cidadão, independente da sua cor, raça ou religião, como certa vez um monge me assegurou com a maior naturalidade e firmeza. Não há nada que impeça um católico, judeu ou muçulmano, por exemplo, ser budista. Não deveria a Maçonaria, que alardeia a prática da tolerância como uma das maiores virtudes do homem, assim proceder? Qual era o deus de Buda, se é que ele cria em algum? Onde está escrito que Zaratustra e Pitágoras vedavam o ingresso de ateus em suas escolas de pensamento?

A declaração acima me faz supor que a GLLvD está em processo de transição e vagarosamente adotando uma postura mais condescendente com relação a outras formas de fé, tal como preconiza as “Constituições de Anderson”, que ela rejeitou no passado no ponto que trata desse particular. Essa mudança de orientação tem um motivo que será explicado mais adiante.

2) Grande Loja de Hamburgo

Quando exatamente a Emmanuel zur Maienblume, loja que teve Ludwig Friedrich Schröder como o seu mais notável expoente, passou a admitir ateus e agnósticos em seu quadro de irmãos eu desconheço. Mas o texto publicado na Freimaurerwiki, o mais respeitável site maçônico alemão, deixa claro essa mudança de atitude.

Pequena mas extraordinariamente multifacetada, a Loja Emanmuel zur Maienblume conta atualmente com 33 irmãos (verão de 2019). Cristãos, muçulmanos, ateus e agnósticos, com idades entre 30 e 95 anos, atuando como comerciantes, juristas, engenheiros, trabalhadores manuais, etc., atribuem especial valor a esse intercâmbio espiritual e filosófico fraterno cultivado por gerações. ([3]) 

Eu não tenho dúvida de que essa tímida mudança de comportamento que se verifica nas lojas está ligada ao formidável avanço do ateísmo na Alemanha.

ALEMANHA ORIENTAL: A REGIÃO MAIS ATEIA DO PLANETA

Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja                                (Mateus 16:18)

Um dos costumes retrógrados que mais ofende os cidadãos alemães, para quem não sabe, é tentar seduzi-los com conversas religiosas no sentido de convertê-los ou atraí-los para alguma seita ou religião, seja ela qual for, incluindo a dos seus antepassados. Milhões de cadáveres produzidos por duas guerras, mais o nazismo e o comunismo, e depois a vinda da paz, do progresso e da prosperidade, fizeram com que eles virassem as costas para Cristo e Jeová. O resultado disso foi que, por absoluta falta de “freguesia”, várias igrejas começaram a fechar as portas e a leiloar suas instalações nas duas últimas duas décadas.

Em um artigo publicado na conceituada revista The Guardian, intitulado “Alemanha Oriental: o lugar mais sem deus do planeta”, Thomas Thompson cita um estudo realizado nesse país que apontou a impossibilidade de se encontrar uma única pessoa com idade inferior a 28 anos que crê em Deus. ([4])

A prestigiosa revista DER SPIEGEL publicou em 2013 matéria (A Última Ceia) abordando essa verdadeira tragédia cultural. Ela informa que estabelecimentos religiosos alemães estão sendo vendidos em larga escala, demolidos, transformados em restaurantes, e até mesmo em centros para a prática de um esporte conhecido como “alpinismo entre paredes”. Eis o que diz um trecho do artigo:

“Entre 1990 e 2010 foram fechadas 340 igrejas, sendo que 46 foram demolidas”, afirma Thomas Begrich, diretor financeiro da Igreja Evangélica da Alemanha (EKD), a maior congregação de igrejas protestantes do país. “Isto é só o começo. Será necessário se desfazer de mais 1.000 edifícios”, afirma. ([5])

A situação está tão crítica que até o site eBay está sendo utilizado como veículo para a comercialização de estabelecimentos religiosos:

A queda dramática do número regular de frequentadores está forçando a

Igreja Católica Alemã a adotar medidas dolorosas para economizar dinheiro. As dioceses estão agora recorrendo ao eBay para se desfazerem de igrejas não utilizadas.

Situada em uma área residencial de Brandemburgo, a igreja de São Bernardo é a vigésima quinta colocada à venda pela diocese de Berlim nos últimos 12 anos. Ela, como muitas outras, está sofrendo com a falta de frequência. A propriedade foi apregoada nos classificados do site e-Bay ao preço inicial de 120 mil euros. ([6])

Face ao que acabamos de expor, como será a situação da maçonaria alemã no futuro próximo? Terá o patrimônio das lojas o mesmo destino trágico das igrejas quando a atual geração se for? É preciso ser muito ingênuo para duvidar da possibilidade disso ocorrer daqui a 30 anos, quando a população de religiosos alemães natos estiver reduzida a zero, como apontam as estatísticas. De duas uma: ou as lojas passam a seguir o exemplo da loja Emmanuel zur Maienblume, admitindo ateus em suas fileiras, ou serão obrigadas a cedê-las aos muçulmanos, quase todos estrangeiros, se quiserem continuar existindo.

Ironia do destino… A sobrevivência da maçonaria alemã dependerá da inclusão desses afastados de deus rejeitados por ela durante trezentos anos.

 

Ricardo Vidal

 

 

 

[1] ) Große Landesloge der Freimaurer von Deutschland

Unsere Großloge ist der Freimaurerorden. Dieser Freimaurerorden ist aber keineswegs eine Religionsgemeinschaft und will/kann es auch nicht sein. Für uns ist es nicht von Bedeutung, welcher christlichen Konfession der einzelne Bruder angehört. Ebenso verlangen wir keine Zugehörigkeit zu einer Kirche, allerdings – und so steht es auch in unserer Ordensregel – wir verlangen das Bekenntnis zur Lehre Jesu Christi, wie sie in der Heiligen Schrift enthalten ist und zum Bekenntnis eines höchsten Wesens (supreme being), welches wir als den „Dreifach Großen Baumeister der ganzen Welt“ verehren. https://www.freimaurerorden.de/derorden/

[2] Johannis-Freimaurerloge »Zum flammenden Schwert« (Darmstadt)

Die »Große Landesloge der Freimaurer von Deutschland« benennt »Jesus Christus« als ihren Obermeister.

Damit ist er als einer der höheren oder oberen Meister zu verstehen, wie u.a. “Zarathustra” oder “Pythagoras” oder “Buddha” auch verstanden werden. Jedoch bleibt jede weitere Annahme über Jesus Christus einem Mitglied selbst überlassen.

www.darmstadtfreimaurer.de/index.php/derfreimaurerorden

[3] Loja Emanuel zur Maienblume

Die Loge „Emanuel zur Maienblume“ ist mit aktuell (Sommer 2019) 33 Mitgliedern eher klein, aber außerordentlich vielfältig. Christen, Moslems, Atheisten und Agnostiker, im Alter von 30 bis 95 Jahren, tätig als Kaufleute, Juristen, IT Experten, Ingenieure, Handwerker u.v.a.m., legen besonderen Wert auf brüderlichen, generations-, weltanschauungs- und standesübergreifenden geistigen Austausch.  https://freimaurerwiki.de/index.php/Emanuel_zur_Maienblume

[4] Eastern Germany: the most godless place on Earth

Indeed, the survey was unable to find a single person under the age of 28 in eastern Germany who believed in God.

https://www.theguardian.com/commentisfree/belief/2012/sep/22/atheismeastgermanygodlessplace

[5] A Última Ceia (venda de igrejas católicas e protestantes em grande escala)

Between 1990 and 2010 we closed 340 churches, and of those 46 were demolished,” says Thomas Begrich, head of finances for the Evangelical Church of Germany (EKD), Germany’s largest federation of Protestant churches. This, Begrich says, is only the beginning. “It may be necessary to give up an additional 1,000 buildings,” he said. https://www.spiegel.de/international/zeitgeist/germancatholicandprotestantchurchesselloffchurchbu ildingsa883054.html

[6] Catholic churches up for sale on eBay (venda de templos católicos no site eBay)

A dramatic slump in the number of regular churchgoers is forcing the German Catholic Church to go to desperate lengths to save money. Now dioceses are resorting to flogging barely-used churches on eBay.  St Bernhard in Brandenburg, listed as a “church in popular residential area”, is the twenty-fifth church put up for sale by the Berlin diocese in the past twelve years. The church, which is now like many suffering from dwindling attendance, is starting at just €120,000 on eBay classifieds.

https://www.thelocal.de/20130319/48629