Dionísio S. dos Santos – M.I / Fundador

No Estado do Rio Grande do Sul, na época GOESUL, hoje GOB-RS, majoritariamente trabalhava-se com o R.E.A.A e com poucas Lojas do Rito Adonhiramita. A Grande Loja do Estado do Rio Grande do Sul (GLERGS), além do Rito Escocês, também trabalhava com algumas Lojas do Rito Schröder e York, da mesma forma estava o Grande Oriente do Rio Grande do Sul (GORGS).

Neste período as Obediências entre si, desfrutavam de boa convivência de amizade fraternal, visitando-se constantemente.

Tendo sido iniciado na ARLS Rio Branco VI, nº 1700, federada ao Grande Oriente do Brasil (GOB), os Mestres da Loja decidiram entregar a Carta Constitutiva e ingressaram na GLERGS, que na época como Companheiro Maçom, resolvi acompanhá-los.

Após uma razoável caminhada maçônica, chegando ao Grau 17 do Supremo Conselho do Grau 33, do Rito Escocês Antigo e Aceito para a República Federativa do Brasil (Jacarepaguá), veio o espírito de um “livre buscador”. Respeitando todo e qualquer posicionamento, bateu-me uma inquietação por não concordar com alguns procedimentos ritualísticos religioso-esotéricos na época. Sentia uma necessidade de mais praticidade nas Sessões. De alguma forma a situação estava me arrefecendo…

Leia mais em: https://bibliot3ca.wordpress.com/as-origens-do-rito-moderno-no-rio-grande-do-sul/