Tradução J. Filardo

Canteiros no trabalho

por Redação

 

As Constituições de Anderson publicadas em 1723 são o documento de referência da transição entre Maçonaria Operativa e Maçonaria Especulativa. Baseando-se na simbologia e ritos das corporações de guilda dos antigos maçons, os modernos maçons surgiram no início do século XVIII, cujo trabalho é eminentemente intelectual.

Contudo, a Maçonaria operativa não desapareceu completamente e continua existindo em nosso século XXI. Assim indica um artigo recente no blog Diário Maçônico que, certamente, qualifica como “cisma” e “desvio” o “golpe dirigido por James Anderson”.

Mas, independentemente dos adjetivos qualificativos utilizados pelo autor do artigo, o meio oferece uma lista de ordens e fraternidades maçônicas de todo o mundo “que preservaram a tradição operativa”, e que transcrevemos literalmente abaixo:

Corporation of Hammermen: É uma pequena organização estritamente corporativa que reúne os “Homens do Martelo” britânicos.

The Corporation of Squaremen: eles se encontram em “cabanas” (sheds) e mantêm as mesmas provas iniciáticas das corporações medievais.

Worshipful Society of Free Masons, Rough Masons, Wallers, Slaters, Paviors, Plaisterers and Bricklayers: essa é a Venerável Sociedade de Maçons Livres, Pedreiros Rústicos, Construtores de paredes, Assentadores de Placas; Pavimentadores e Azulejistas Praticam os 7 Graus Clássicos da Maçonaria Operativa Antiga. Está espalhada por quase todo o mundo.

The Scottish Guild of Operative Masons: Eles se reúnem no nordeste da Escócia. Praticam 7 Graus dos quais, de 1 a 6, são idênticos aos da Sociedade Venerável e o 7º. é diferente.

A Grande Loja Operativa da Real Ordem da Heredom de Kilwinning: Pratica os 7 Graus Clássicos da Antiga Maçonaria Operativa, mas condensados em 5.

Diversas Tarikas Sufis dedicadas à arte da construção, tanto sunitas quanto xiitas.

A Ordem dos Dervixes dos Bektashis: constitui um caso particular de Maçonaria Muçulmana e Rosacruciana que compartilha com a Fraternidade dos Filósofos Desconhecidos ocidental um Método de Realização Espiritual baseado nos Signos Maçônicos; certas vocalizações e ritmo respiratório.

A ordem de Vishwakarma: é uma ordem de construtores hindus baseados em todo o território da Índia. Ela é responsável pela construção de todos os edifícios sagrados hindus. Textualmente, Vishwakarma é o “Grande Arquiteto do Universo” e seus atributos são o Esquadro, o Compasso, o Nível, o Prumo, etc. Eles se consideram mais antigos que os Brâmanes porque existiam antes da constituição das castas.

Os “Pedreiros inclinados” ou “Pedreiros oblíquos”: são, atualmente; talhadores de pedra nas antigas pedreiras do rei Salomão, em Israel.

Construtores Aymaras: Nas montanhas perto da cidade de Cusco (Peru) existe uma comunidade de índios Aimara que preserva a tradição inca dos construtores. Muito raramente descem à planície, não mantêm relações com a população crioula e falam apenas Quechua. No projeto de suas construções, eles mantêm o antigo método secreto do Triângulo de proporção 3-4-5 para determinar um ângulo reto no solo.  Este é também um dos segredos genuínos dos Mestres Maçons Operativos ocidentais  demonstrando que a iniciação da casta dos construtores teve uma só e única origem através dos tempos …

 

Publicado no blogue:  ACTUALMASONICA.COM