J.Filardo

boyan

The Ocean Cleanup (A limpeza do oceano) é uma organização ambiental não governamental de Engenharia com sede na Holanda, que desenvolve tecnologia para extrair poluição plástica dos oceanos. Após alguns anos de diferentes testes, eles implantaram seu primeiro protótipo em escala real. Ele passou por dificuldade após dois meses e foi rebocado para o Havaí para inspeção e reparo. Em junho de 2019, seu segundo sistema de protótipo foi implantado.

A organização realiza pesquisas científicas sobre a poluição oceânica dos plásticos.  Ela foi fundada em 2013 por Boyan Slat, um inventor-empresário nascido na Holanda, de origem croata que atua como seu Diretor Presidente. Ele realizou duas expedições ao Giro do Pacífico Norte, e artigos científicos publicados. A abordagem de limpeza utiliza barreiras nos giros de oceano para recolher detritos marinhosà medida que a barreira é empurrada pelo vento e pela corrente. O projeto visa lançar um total de 60 desses sistemas (barcos) até 2021.Eles preveem que essa capacidade pode limpar 50% dos detritos do Great Pacific Garbage Patch  onde uma massa de plásticos boia no oceano concentrada pelas correntes daquela região  em cinco anos.

No final de outubro de 2019, a ONG anunciou uma nova iniciativa, The Interceptor, para atacar o problema do lixo mais próximo da fonte, com planos para impedir que 80% do lixo oceânico chegue a 1000 rios em todo o mundo.