Tradução J. Filardo

Introdução por Murray Stein

Notas de Enrique Pardo

Ao longo de sua longa e produtiva vida, Jung disse muito sobre o Mal, mas relativamente pouco em um só lugar e nunca na forma de um único ensaio sobre o assunto. Portanto, sua posição deve ser reunida a partir de muitos escritos. No entanto, Jung teve uma posição consistente sobre o mal, que é claramente aparente nesta coleção. Em seus primeiros trabalhos sobre o inconsciente, Jung considerou o papel do mal nos processos mentais dos gravemente perturbados. Mais tarde, ele viu a questão das escolhas morais no quadro de suas ideias sobre arquétipos e a sombra. A seleção e a introdução de Murray Stein mostram como os pensamentos de Jung sobre o mal estão relacionados a essas outras facetas do seu amplo pensamento. Jung Sobre o Mal atrairá todos os interessados em Jung, bem como estudantes de religião, ética e psicologia.

Publicado pela primeira vez em 1995 pela ROUTLEDGE UK
Publicado simultaneamente nos EUA e no Canadá
Pela Princeton University Press ISBN 978-0-415-08970-8

 

Leia mais em:  JUNG SOBRE O MAL