Ai Aoyama é uma conselheira de sexo e relacionamento que trabalha em sua casa de três andares em uma rua secundária estreita em Tóquio. Seu primeiro nome significa “amor” em japonês, e é uma lembrança de seus primeiros anteriores como uma dominatrix profissional. Naquela época, cerca de 15 anos atrás, ela era a Rainha Ai, ou Rainha Amor, e ela fazia “todas as coisas habituais”, tais como amarrar as pessoas e pingar cera quente em seus mamilos. Hoje seu trabalho, ela diz, é muito mais desafiador. Aoyama, 52 anos, está tentando curar o que a mídia do Japão chama de Sekkusu shinai shokogun , ou “síndrome do celibato”.

https://bibliot3ca.wordpress.com/por-que-os-jovens-no-japao-pararam-de-fazer-sexo/